EAD está no mesmo patamar do presencial em muitos casos, diz gestor educacional

Educador avalia perspectivas do EAD no Brasil
Educador avalia perspectivas do EAD no Brasil

Na avaliação do gestor educacional e especialista em Educação Aberta, Stavros Xanthopoylos, a educação à distância “está no mesmo patamar que o presencial na maioria dos casos”.

Em entrevista à CNN Rádio, no quadro CNN Educação, o educador reforçou que, nos casos em que há falta de qualidade, ela acontece devido ao que classificou de “depreciação do que se fez em relação ao EAD no Brasil, sem a qualidade coerente que se espera”.

Stravos acredita que “a qualidade não depende da modalidade”, mas, sim, de como o curso é concebido “seja presencial, à distância ou híbrido”.

A educação à distância, para o especialista, passa por três pontos: “O primeiro é que use o EAD dentro de preceitos que permitam que você faça o curso de acordo com a necessidade do uso dessa tecnologia para transmitir esse conhecimento, então qual o objetivo da aprendizagem e o que se pode fazer à distância ou presencialmente.”

“O segundo é o público-alvo e o terceiro a tecnologia”, completou.

Ele ainda afirmou que o EAD é muitas vezes olhado apenas sob a ótica da relação instituição/aluno, “mas poderia melhorar a qualidade de professores também”.

“Não dá para imaginar, no entanto, um professor formado 100% à distância, seria um modelo híbrido e dual, poderia até antecipar conhecimentos, em ambientes diversos, com simulador, poderia discutir elementos à distância, com ciclos presenciais”, defendeu.

Fonte: https://www.cnnbrasil.com.br/nacional/ead-esta-no-mesmo-patamar-do-presencial-em-muitos-casos-diz-gestor-educacional/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.